Cataratas Brasileiras ou Argentinas?

Considerada Patrimônio Natural da Humanidade e consagrada uma das Sete Maravilhas da Natureza pela Fundação New Seven Wonders, em 2012, as Cataratas do Iguaçu e Argentina, dão um show totalmente natural e arrepiante.



Considerada Patrimônio Natural da Humanidade e consagrada uma das Sete Maravilhas da Natureza pela Fundação New Seven Wonders, em 2012, as Cataratas do Iguaçu e Argentina, dão um show totalmente natural e arrepiante.

Nesse momento, não há rivalidade igual no futebol. Brasil e Argentina se unem, para proporcionar estruturas diferentes e levar ao turista, a possibilidade de conhecer as cataratas em duas percepções únicas. E está dando certo! O número de turistas na região é crescente e visível a cada ano, o que é excelente para a preservação da natureza e movimentação da economia das cidades locais, e também a prova de que preservação e economia devem andar juntos.

Se está em dúvida quanto a qual período visitar, Foz do Iguaçu é um local para visitação em toda época do ano. Em cada período, você encontrará as cataratas de forma diferente, e claro, em períodos chuvosos o volume de água aumenta, proporcionando quedas mais bruscas e impactantes.

Destacamos o que há de melhor ao visitar os dois lados das cataratas e separamos dicas e curiosidades, para você conhecer a nossa pandora do mundo real e começar a se programar para ter essa experiência pessoalmente!

CATARATAS DO IGUAÇU BRASILEIRAS


Imagens: vivinaviagem.com

Localizada a apenas 13 km do Centro da cidade, o Parque Nacional de Foz do Iguaçu possui um percurso de fácil acesso, podendo chegar de ônibus local, ônibus turístico ou de carro. Também fica próximo ao aeroporto da cidade e há várias opções de hospedagem com bom custo x benefício. O lado brasileiro das cataratas é o mais visitado. Estima-se que apenas 20% dos turistas visitam os dois lados, e esses números se justificam com pesquisas, que dizem que poucas agências de turismo oferecem a visitação dos dois lados em seus pacotes.


A melhor opção é realizar a compra do ingresso no site, para evitar filas. O transporte interno é feito por um ônibus que faz paradas em pontos distintos de visitações no parque. A partir do estacionamento, você já consegue ouvir o barulho das quedas d'água. Todos os locais são bem sinalizados e acessíveis para pessoas com mobilidade reduzida. O parque também conta com um mapa local bem bacana, com ilustrações que facilitam a identificação dos pontos.



O lado brasileiro possui pontos de visitação mais concentrados, tendo como atração principal a Trilha das Cataratas, com uma passarela de 1.200 metros de caminhada e as passarelas suspensas, que dão a melhor vista panorâmica do parque, onde é possível visualizar os 2,7 km de extensão das quedas.

Se você é amante de aventura e atividades ao ar livre, é oferecido passeios pelo Macuco Sarari, onde você pode desbravar o parque com um emocionante passeio de barco, com carro 4x4, rafting, trilhas, pescaria e trilha de bike.



Imagens: viajandonajanela.com


É possível fazer um passeio rápido pelo parque e é possível realizar atividades durante um dia inteiro de visitação. Basta apenas ter tempo disponível e dinheiro no bolso, tendo em vista que os valores dos passeios variam de R$123,00 a R$491,00 dependendo do pacote escolhido. Também é oferecido cortesia para menores de 6 anos e meia entrada para crianças de 7 a 11 anos e idosos acima de 60 anos.


Bateu aquela fome durante o passeio? O parque também conta com um restaurante no interior das suas instalações, o Porto Canoas. Com vista para o Rio Iguaçu, a sua arquitetura explora a paisagem do parque. Tem instalações amplas com capacidade para 412 pessoas e é um restaurante Self-service, com valores aproximados de R$70,00 o kg, cortesia para crianças de até 6 anos e crianças de 7 a 9 anos, pagam apenas 50% do valor de tabela. Se não tem a intenção de passar o dia no parque, almoçar na cidade pode ser uma estratégia de economia.



CATARATAS ARGENTINAS


O Parque Nacional de Iguazú é onde fica localizado o lado das cataratas argentinas e não é preciso percorrer muitos quilômetros para chegar no local. Ele fica a apenas 20km do Centro de Foz do Iguaçu e o ingresso é comprado na bilheteria, em pesos.


É possível chegar até o local de ônibus, mas devido ao valor da passagem, muitos preferem ir de ônibus turísticos, onde costuma ser mais econômico. O local tem uma perspectiva bem diferente das cataratas, você consegue visualiza-las de cima e não por baixo das quedas, como é no Brasil. Esse detalhe faz toda a diferença e foi bem explorado, com as passarelas posicionadas mais próximo das quedas. Em contrapartida, tem que andar mais para chegar nos locais. São extensas passarelas por todo o parque, que possibilita que você caminhe pelo rio e conheça os locais com outra perspectiva.


Uma das passarelas mais disputadas e populares do parque, é a que leva para a Garganta do Diabo, onde cai 5 milhões de litros de água por segundo e possui 80 metros de altura. Da para imaginar? Para chegar nela, assim como em outras passarelas mais distantes, é oferecido um trenzinho que leva até o ponto do local, agilizando o percurso.



Se você curte passeios mais radicais, o passeio “Macuco’’ do lado argentino é a melhor opção, em quesito economia e emoção. As lanchas argentinas chegam embaixo de DOIS pontos das cataratas. Um deles é o mesmo visitado pelo passeio brasileiro; o outro, em águas que os brazucas não podem frequentar por estarem en el lado argentino. Ao fazer o passeio de macuco, não esqueça de levar uma peça de roupa na mochila, porque você vai precisar trocar depois! No local há escaninhos que podem ser alugados para que você guarde suas coisas enquanto faz o passeio.

MAS QUAL DOS DOIS LADOS VALE A PENA CONHECER?

Os dois lados das Cataratas são interessantes e valem a visita! Cada lado proporciona uma experiência e paisagens diferenciadas. A única coisa que definirá a sua visita, é o tempo. Caso você tenha pouco tempo de visita na cidade, a indicação é que opte pelas cataratas brasileiras, pois você consegue fazer o passeio de forma mais precisa. Tendo a oportunidade de conhecer as duas, vale a pena ir tirar as suas próprias conclusões, afinal, gosto é algo bem individual. :D



INGRESSOS/PREÇOS

Há vários tipos de preços, de acordo com a nacionalidade da pessoa. Na Argentina, o preço para pessoas que vem de países do Mercosul, que é o caso dos brasileiros, é 560 Pesos, algo em torno de R$55 na conversão do câmbio . Já no Brasil, o preço da entrada para brasileiros é R$43. Preços de fevereiro de 2019.


O bilhete para visitar as Cataratas brasileiras, pode ser adquirido pela internet. Isso fará com que você evite filas. Uma dica para quem for visitar o lado argentino e pretende fazer o passeio em dois dias: no final do primeiro dia, revalide o ticket na bilheteria principal e ganhe 50% de desconto no valor do segundo dia (pague R$ 37,00).


Para mais informações sobre o parque: https://cataratasdoiguacu.com.br/

CURIOSIDADES

- A formação das cataratas é resultado de um acidente geológico envolvendo lava vulcânica e águas do Rio Paraná. Há 130 milhões de anos atrás, com a divisão dos continentes, as rachaduras provocaram a emersão de uma quantidade gigantesca de vulcões, ejetando lava sobre a superfície, criando diversas formações rochosas, sendo uma delas, a que daria origem as cataratas. Nesse link, você encontra uma matéria bem explicativa sobre o fenômeno.

- O Parque Nacional do Iguaçu é a maior área do Brasil destinada a preservação da mata atlântica, com 185 mil hectares.

- O Parque Nacional do Iguaçu é a maior reserva de floresta pluvial subtropical do mundo.

- O primeiro homem branco a ver as Cataratas do Iguaçu foi o desbravador espanhol Alvar Nuñes Cabeza de Vaca, no ano de 1542. Encantado com a beleza das águas, as batizou de “Cachoeiras de Santa Maria”.

- As Cataratas do Iguaçu são formadas por 275 quedas d’água de até 80 metros de altura. Entretanto, o número das quedas é variável de 150 a 300, dependendo da vazão do rio.

- As Cataratas têm o maior sistema de quedas d’água do mundo depois das Cataratas do Niágara.

- O Parque Nacional do Iguaçu é o segundo mais visitado do Brasil, o primeiro é o Parque Nacional da Tijuca, onde está o Cristo Redentor (que também vamos conhecer no roteiro do Rio Kids em março).


Texto: Rayssa Rycatto e Letícia Canal

20 visualizações
Arara.jpg

BLUE TRIP

  • Instagram - White Circle
  • YouTube - Círculo Branco
  • Facebook - Círculo Branco

Planalto

Vila Velha

Espírito Santo, Brasil

Telefone: (27) 30721808

Whatsapp: (27) 99601-2082

reservas@agenciabluetrip.com

COMERCIAL

bluetripcomercial@gmail.com

(27) 99623-6985